CataLivros

DE FÃ PARA FÃS! - Blog para apaixonadas(os) por romances, pricipalmente Clássicos Históricos e afins. Resumos, Capas, Curiosidades, Livros para venda.

Minha foto
Nome:
Local: Natal, RN, Brazil

sexta-feira, agosto 04, 2006

E daí?

O que é uma mulher resolvida?

Se eu for ler a "Nova", por exemplo, vou pensar que é uma mulher solteira, que vai para uma boate com uma amiga e "cata" o primeiro carinha que encontrar, arrastando-o de para uma noite de sexo selvagem sem sequer saber seu nome.

Sob a perspectiva da "Cláudia", da "Uma" ou de outra revista classe "A/B" qualquer, teria que me imaginar casada, executiva, bem sucedida, com todos os meus subordinados homens babando aos meus pés. Ah, também teria que ter MBA-em-qualquer-coisa, nem que fosse em Ciências Ocultas e Letras Apagadas. E carro do ano.

De acordo com a "Querida", a "Capricho" e afins, garota resolvida - digo, descolada - tem que saber todas as gírias da hora, as danças da hora, usar as roupas iguais as de Rebelde ou Malhação, ser popular na escola e pegar o gatinho que todas as meninas cobiçam.

Segundo...ah, esquece vai.

Perceberam como o conceito muda de acordo com a percepção e o referencial?O que é ser bem resolvida?

Para mim é estarmos felizes do jeito que somos, sem culpas, sem encanações.E daí que lemos romances? E daí que gostamos de sonhar um pouco? Infeliz de quem não sonha, não sabe o que está perdendo!

Esse tipo de comentário-cobrança-opinião é típico de pessoas que se prendem a estereótipos, a conceitos arraigados há muito tempo. Tenho muita pena delas.
E convenhamos; num país em que a população lê poucquíssimo, os "eruditos" deveriam erguer as mãos para o céus porque as pessoas estão lendo romances. É assim que vai se construindo o gosto pela leitura. Afinal, alguém que não cultivou este hábito, dificilmente vai se sentir a vontade para começar com um Machado de Assis!

Querem uma opinião (por que conselho eu não dou pra ninguém).Preocupar-se em ser resolvida ou não já é um sinal de insegurança. Talvez um sintoma de preconceito contra nós mesmas, uma culpinha guardada debaixo do tapete, eco de comentários ouvidos aqui e acolá a respeito do nosso gosto literário.

Meninas, não devemos nada a ninguém.

Esta postagem teve origem num tópico da comunidade Adoro Romances do Orkut. Foi um comentário meu a respeito de um questinamento sobre as mulheres que lêem romances serem ou não "bem resolvidas".