CataLivros

DE FÃ PARA FÃS! - Blog para apaixonadas(os) por romances, pricipalmente Clássicos Históricos e afins. Resumos, Capas, Curiosidades, Livros para venda.

Minha foto
Nome:
Local: Natal, RN, Brazil

sábado, novembro 19, 2005

Os Cavaleiros da Rosa Negra

Esta série começou a ser publicada no Brasil pela Nova Cultural em 2000, nos Clássicos Históricos. Cada livro foi escrito por uma autora diferente.
Trata-se da história de seis cavaleiros, os últimos sobreviventes de um grupo chamado Cavaleiros da Rosa Negra, enviados à Cruzada pelo bispo de Durleigh, Thurstan de Lyndhurst.
Thurstan, um esperto e sagaz religioso, coagiu cada um deles a ir para a cruzada em penitência por faltas diversas.
Os seis cavaleiros são: Simon de Blackstone, Guy de Meresden, Nicholas de Hendry, Hugh de Halewell, Bernard FitzGibbons e Gervase de Palgarve.
O primeiro livro da série, "O Campeão" (The Campion, Suzanne Barclay) conta a história de Simon de Blackstone, que vem a ser o filho ilegítimo do bispo Thurstan, e de seu romance com a boticária Linnet Especer. Como pano de fundo da históra, o assassinato de Thurstan logo após a chegada de Simon à cidade.
O segundo livro é "O Cavaleiro das Cruzadas" (The Rogue, Ana Seymour) e é sobre Nicholas Hendry, o cavaleiro galanteador que não pode ver um rabo de saia e que se vê as voltas com Beatrice Thibault a filha do taverneiro, irmã de uma de suas antigas conquistas, que deu à luz a um filho seu e morreu no parto.
O terceiro, "O Conquistador" (The Conqueror, Shari Anton) conta a história de Bernard Fitzgibbons, que partiu para a cruzada a fim de expiar os pecados de seu senhor. Ao voltar para casa para reclamar a mão de Lady Claire, percebe que foi enganado por Lorde Setton, seu senhor, que o manda encarcerar. Bernard sequestra sua presumida noiva e junto com ela desvenda os mistérios de seu passado.
Uma curiosidade: no Brasil, as capas do livro não faziam nenhuma referência à série. Só era possível identificá-los por uma rosa negra bordada no tabardo do personagem da capa. Na edição original, havia o emblema com o nome da série: "Knights of the Black Rose".
As histórias dos três outros cavaleiros, pelo que pude averiguar, não foram publicadas. Em pesquisas nos sites especializados daqui e do exterior não há nenhuma referência aos outros três livros da série.
Honestamente, não sei porque a Harlequin não a levou adiante. As histórias eram fascinantes e o fato de serem escritas por autoras diferentes, tornava cada narrativa mais interessante, com estilo próprio e diferenciado. Com o fim do contrato da Nova Cultural com a Harlequin, fica difícil lermos a continuação da saga, caso ela seja retomada pela Harlequin. Mas, a esperança é a última que morre.
Resta-nos torcer para que as histórias dos outros três cavaleiros sejam tão interessantes e empolgantes quanto as primeiras. E que sejam escritas por autoras do mesmo quilate das que iniciaram a saga.
É esperar para ver.

- A capa original e a brasileira de "O Campeão". O modelo da capa é Mike Dale.